,

PSDB insinua saída do Governo para aprovar o golpe da Previdência

O PSDB montou o cenário de uma briga com o Governo porém o pano de fundo disso tudo tem a a ver com a reforma da previdência que vai golpear de morte o povo brasileiro. A carteira da Previdência é cobiçadíssima pelos bancos privados que precisam atacar o varejo e fazê-lo refém de suas próprias regras.

Michel Temer não está preocupado com a saída do PSDB. Por que será?

O PSDB já conseguiu o que queria dentro do governo que foi livrar alguns tucanos das mãos da Lava Jato. Deu sustentação ao governo para arquivar duas investigações contra Michel Temer. Manteve Aécio Neves no cargo. Agora é hora de abrir espaço para a entrada do tal “Centrão”.

O “Centrão” é o grupo de partidos comandados por Eduardo Cunha que precisa estabelecer espaço no governo para sair fortalecido nas próximas eleições. São os nanicos fundidos num bolo só. Cunha criou essa chaga maligna para conseguir barganhar melhor. A entrada do “centrão” no governo significa distribuição de cargos em larga escala e votos suficientes para garantir o golpe da Previdência.

A questão da Previdência está fechada com o PSDB. Temer apenas precisa conquistar os comandados de Eduardo Cunha, o chamado “centrão”. Para isso, o PSDB criou o fato político de ruptura com o governo Temer.

Temer já declarou que as nomeações para os ministérios vagos pelo PSDB será condicionada a votação do que ele chama de reforma previdenciária. A reforma nada mais é que a entrega da carteira previdenciária aos bancos privados. Basta ver quem é o autor do projeto e quem é o relator.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *