,

Rede de fast food causa revolta na internet

Aviso de oportunidade de trabalho deixa internautas revoltados

O Grupo Sá Cavalcante responsável por operar as franquias Bob’s, Balada Mix e Choes Gourmet provocou a ira dos internautas na semana passada após anunciar vagas para trabalho em suas lojas.

O anúncio que saiu em um jornal na Grande Vitória oferecia oportunidade para trabalhar dentro das novas regras da reforma trabalhista sendo que ainda nem entraram em vigor. Esse foi um dos motivos da revolta. O pior foi o salário oferecido: R$ 4,45 por hora. Os candidatos ainda teriam que aceitar trabalhar durante feriados, sábados e domingos. A jornada estabelecida é de cinco horas por dia.

O trabalhador que se submeter a esse tipo de situação ganhará por semana R$ 44,50.

A rede alega que está colocando em prática o que foi determinado pelo Governo Federal com a “nova” reforma trabalhista.

O dispositivo permite, em outras palavras, que o empresário convoque o trabalhador sempre que precisar, a qualquer tempo, desde que o avise com três dias de antecedência através de “qualquer meio de comunicação eficaz”.

O parágrafo 2º do artigo 457 da lei diz ainda que nem auxílio alimentação e nem diárias para viagens “não se incorporam ao contrato de trabalho e não constituem base de incidência de qualquer encargo trabalhista e previdenciário”.

O que você acha disso?

2 Comentários

Leave a Reply
  1. Está certíssimo o governo! Quem quiser ganhar sem trabalhar que vá para Cuba! Enquanto o Brasil esteve na mão de sindicatos, centrais sindicais, guetos comunistas enfiados dentro das entidades sociais, o país só perdeu emprego, perdeu renda e afundou em dívidas. Quer ganhar sem produzir? Vai fazer isso num país social-comunista qualquer. A França é um destes! Por exemplo. Lá eles adoram sustentar classes que sugam o Estado como vampiros esfomeados.
    Um país que trata o empresário como bandido e funcionários como se fossem crianças de creches só tinha mesmo que acabar quebrando.

  2. Acontece que se não tivessem criado tal lei o grupo teria que contratar pela lei antiga oferecendo maiores vantagens trabalhistas aos empregados. Este é o problema. Se a lei favorece o acréscimo de mão de obra, adicionando à existente, seria um avanço, mas neste caso é um retrocesso. Infelizmente este governo só está fazendo cagada, como o anterior, afinal é o mesmo governo eleito, pelos mesmos eleitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *