,

Rodrigo Janot reage contra Gilmar Mendes

Rodrigo Janot é a figura mais importante, pode-se dizer assim, dentro do atual cenário político em Brasília. Se Janot quiser pode colocar cada um dos envolvidos no pesadíssimo esquema de corrupção atrás das grades. Basta pedir apoio aos brasileiros. Entretanto, a medida que o cerco vai fechando os ataques contra a Lava Jato só aumentam.

O ministro Gilmar Mendes decidiu apresentar sua posição sobre as informações que são publicadas pela imprensa em relação aos envolvidos na corrupção. Mendes insinuou que a PGR realiza coletivas em off para permitir vazar questões relacionadas as delações. A postura irritou Rodrigo Janot.

Na verdade essa questão toda da Lava Jato não deveria sequer ter sigilo algum ainda que pudesse de alguma forma prejudicar um ponto aqui e outro ali das operações. Infelizmente a sociedade percebe que há um certo protecionismo e corporativismo quando o assunto é pegar figurões da política nacional.

Rodrigo Janot reagiu com força as declarações do ministro afirmando que Mendes sofre de “desinteria verbal” e “decrepitude moral” quando faz acusações a PGR.

“É uma mentira que beira a irresponsabilidade afirmar que realizamos na Procuradoria-Geral da República coletiva de imprensa para ‘vazar’ nomes da Odebrecht”, afirmou Rodrigo Janot.

Novamente sem mencionar o nome de Gilmar Mendes, Janot então disse: “E apesar da imputação expressa de até ao Supremo Tribunal Federal, não vi uma só palavra de quem teve uma disenteria verbal a se pronunciar sobre essa imputação ao Congresso, ao Palácio do Planalto e até, como diz a matéria, ao Supremo Tribunal Federal”, declarou o procurador.

(com informações da Folha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *