,

STF esconde algo grave sobre Aécio Neves?

O Supremo Tribunal Federal (STF) precisa explicar uma situação que intriga toda a sociedade brasileira perplexa com os últimos acontecimentos envolvendo à Corte. O pedido de prisão do senador Aécio Neves completa 45 dias parado no STF.

É comum ao STF declarar que os processos enviados à Suprema Corte não são despachados e julgados pela capa. O que tenta manter uma situação de que os trâmites respeitam os limites da lei e a imparcialidade.

Fato é que no caso de Joesley Batista e o diretor da JBS, Ricardo Saud, o pedido de prisão tramitou em tempo recorde. Ha quem afirme que tudo isso aconteceu devido a gravidade do problema.

Seria diferente no caso de Aécio Neves?

O senador tucano foi interceptado em conversa telefônica com autorização da Justiça onde relata negociações consideradas suspeitas. Numa dela o senador chegou a mencionar a possibilidade em matar seu próprio primo caso ele delatasse o esquema.

A mesma PGR que pediu a prisão de Joesley e Saud referendou a prisão de Aécio Neves que também faz parte do esquema da JBS.

Por que o STF ainda não julgou com a mesma urgência o pedido de prisão de Aécio?

Um Comentário

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *