,

Temer vai acabar com a pensão por morte. A imprensa esconde!

O golpe será fatal na vida de milhares de brasileiros

Os jornais e os canais de televisão estão escondendo uma das mais ardis manobras que irá colocar o povo brasileiro em estado de calamidade com a reforma da previdência. A pensão por morte tem sido a salvação para diversas famílias que perderam o provedor da casa. O governo que extinguir de uma vez.

No governo Dilma Rousseff a pensão por morte foi duramente atacada mas é no governo Temer que ela será extinta sem a população perceber.

VEJA O QUE VAI ACONTECER SE FOR APROVADA A REFORMA PREVIDENCIÁRIA

Hoje: A pensão por morte é um benefício pago pelo INSS que garante que o companheiro ou dependente da pessoa que faleceu receba integralmente uma pensão no mesmo valor que seria a aposentadoria daquela pessoa, ou seja, 100%. Quando a pessoa também contribuiu com INSS, ou seja, trabalhou o período exigido para poder se aposentar, é permitido acumular os dois benefícios.

Com a reforma de Temer: A pensão por morte cairá pela metade, 50%, acrescido de mais 10% pago por cada conjugue e dependente que a pessoa deixou. Ou seja, um homem casado com dois filhos menores de idade deixará uma pensão no valor de 50% + 30% (1 esposa e 2 dependentes), 80% do valor da aposentadoria que receberia em vida.

Acumulação da Pensão com aposentadoria:

Hoje: A pessoa, que também contribuiu para ter o direito de se aposentar, recebe sua aposentadoria mais a pensão no valor total, 100% da aposentadoria do falecido.

Com a reforma de Temer: A pessoa aposentada não pode acumular uma somatória de sua aposentadoria e a pensão por morte que some mais de 2 salários mínimos. Ou seja, o teto para acumular aposentadoria e pensão por morte é de R$ 1.908 reais, até que se ajuste o salário mínimo novamente. A outra opção que a pessoa tem é escolher o maior entre os dois benefícios, ou a pensão ou a sua própria aposentadoria, o que quer dizer a mesma coisa que liquidar o benefício.

O que a imprensa faz

A imprensa está sendo remunerada pelo governo para confundir a população inserindo no contexto das peças publicitárias que o Planalto quer acabar com os privilégios de políticos. No fundo a realidade é outra. O Governo quer acabar com a pensão por morte. O que a reforma da previdência fará de verdade é jogar milhares de brasileiros no mercado para serem reféns da previdência privada dos bancos. Essas e outras armadilhas estão escondidas na reforma e não são divulgadas por questões de interesses de grupos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *