,

Ticiana “friboi”: “o lado bom de ser rica é não fazer conta de nada”

Ticiana Villas Boas reconhece como a vida ficou cheia de “frufrus”, como ela mesma diz, após conhecer o empresário bilionário Joesley Batista – dono da maior empresa processadora de proteína animal do mundo – em 2011.

Em entrevista à revista “Veja”, a jornalista admitiu que tem “medo de sair da realidade” ao mencionar as regalias que passou a desfrutar com seu casamento.

“Quando me dei conta, nem sabia mais o preço da gasolina. Pensei: sou jornalista e não sei quanto custa o combustível? Voltei eu mesma a encher o tanque”, contou Ticiana, que segundo a reportagem, tinha o terceiro maior salário do jornalismo da Band, atrás apenas de José Luiz Datena e Ricardo Boechat.

Privilégios as custas do povo

Ao elencar alguns de seus privilégios, citou: “Não fazer conta é bom, sair para jantar a hora que quiser no restaurante que quiser, poder reformar sempre a casa, ter funcionários na casa”.

Embora tenha direito a um cartão de crédito ilimitado, ela afirmou que procura manter os pés no chão. “Podia comprar uma bolsa toda hora, toda semana, mas não faço isso. Eu me coloco esse limite”, assegurou.

Ao aceitar subir ao altar – vestida em um luxuoso modelito assinado pelo estilista Karl Lagerfeld avaliado em 180 mil euros -, Ticiana conquistou, entre outros privilégios, um imóvel em Nova York, uma casa em Angra dos Reis comprada do apresentador Luciano Huck e um jato Legacy avaliado em 25 milhões de dólares.

Apesar de todo luxo, ela afirmou à publicação que detesta ser chamada de “senhora Friboi”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *