,

Trump manda o “orgulho LGBT” às favas

Deixar de gritar pelas esquinas não significa deixar de garantir direitos

O presidente americano Donald Trump tem personalidade e já sinalizou para que veio: Trump não reconheceu o mês do “orgulho LGBT” em território americano. Os direitos civis dos homossexuais estão garantidos porém não há razão para gritar pelas esquinas que é LBGT.

Nada tradicional, é sim uma imposição

Donald Trump, rompeu com a tradição de reconhecer oficialmente o mês de junho como o Mês do Orgulho LGBT, apesar de alguns membros de seu gabinete terem falado palavras a respeito.

O ex-presidente Bill Clinton (1993-2001) foi o primeiro a declarar junho como o mês do Orgulho LGBT, mas a tradição não continuou sob o mandato do ex-presidente George W. Bush (2001-2009), algo que foi retomado por Barack Obama.

2 Comentários

Leave a Reply
  1. Por isso gosto desse presidente! Até mesmo quando ele não apoia a farsa do aquecimento global. Infelizmente, ele corre risco de ser eliminado pelos Illuminati por isso, da mesma forma como foi o Presidente Kennedy, que também não aprovava a NWO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *