,

URGENTE: Temer anistia dívida de empresas de deputados para aprovar Reforma

O governo adiou cobranças e anistiou dívidas para ganhar votos favoráveis

Os deputados querem um Refis (Programa de Regularização Tributária), que vai custar R$ 23 bilhões à Previdência Social, beneficiando empresas, muitas pertencentes a eles próprios, familiares e senadores, que devem ao INSS.

A bancada ruralista quer o mesmo com relação às dívidas com o Funrural, são mais R$ 10 bilhões.

Temer assinou a Medida Provisória prorrogando as dívidas das prefeituras com o INSS em mais de 16 anos (200 meses), com abatimento de multas e juros.

Tudo isso é para aprovar a Reforma da Previdência.

E vem mais por aí. Imagina se fosse outro governo a fazer uma coisa dessas. A mídia inteira estaria massacrando. Mas como é para beneficiar os bancos todo mundo se cala.

2 Comentários

Leave a Reply
  1. Vocês esperam o que de um velhote de 78 anos, usando fraldão, com mais de década com a idade útil vencida, conhecidamente no Brasil inteiro como satanista, turco mascate, advogado da fábrica de criar bandidos.
    Vocês acham que um entulho desses tem capacidade para administrar um país dessa dimensão. Única coisa que sabe é destruir o país e seu povo beneficiando bandidos.
    O que já roubou do Brasil através de leis superou em muito os roubos da Petrobras.
    Observem o Refis de mais de 2,5 trilhões de impostos repassados nos custos finais para os consumidores onde somente 25% ficaram obrigados a devolver em 240 parcelas mensais
    Agora esses valores que também já foram repassados nos custos dos produtos vão definitivamente botar no bolso.
    Isso não é falácia. Todos os custos gerados nas empresas são repassados através de planilhas de custos e os impostos são sonegados aguardando refis e parece mostrar a imprensa assim como o judiciário que também só conhece leis literais e nada sabe de engenharia matemática que existe planilhas de custos e até o vestido de festa da mulher e das filhas repassam nos custos das empresas, além dos pequenos investimentos são retornados em 24 meses e os grandes em no máximo 10 anos. Também a margem de lucro é uma das mais altas do mundo.
    Não temos empresários no Brasil temos agiotas e especuladores. Da mesma forma é o agronegócio que não sofre tributação e financiam todos os riscos no BNDES a juros aviltantes.
    Estão entregando o pré sal a R$ 1,50 a R$ 1,70 o barril; navios sondas a 10% do valor adquirido.
    Horas, é como sustenta Ciro Gomes, o Brasil foi tomado por uma grande quadrilha que atinge o presidente, congressistas, estados e municípios e o setor privado oligarca.
    Vão ainda entregar o país ao capital estrangeiros. Começaram acabar com as universidades públicas, vão escravizar os trabalhadores através da terceirização e da reforma trabalhista; vão acabar com a aposentadoria; abriram o país para a invasão de estrangeiros e com plenos direitos, inclusive votar e serem votados.
    Quer mais. O lugar desse povo, incluindo o presidente velhote, é enforcamento. Tudo isso é crime lesa pátria. Duvido que na Argentina e em países evoluídos isto aconteceria.

  2. Sou obrigado a concordar com o Luiz Parussolo. Acrescento que Para os políticos brasileiros o povo não tem importância. Somos uma plebe pagadora de impostos com um mínimo de direitos dados de bom grado por eles. Nossa opinião tem tanto valor quanto uma caixa de sapatos vazia e não oferecemos nenhum perigo às suas pessoas físicas e aos seus familiares. Eles possuem seguranças particulares e polícias ao seu dispor. Se julgarmos que aguardando um lampejo de ética e moral vindos de suas “excrescências” perdemos nosso tempo. Nada vai mudar na política se não marcharmos unidos contra este Congresso das “aranhas”, cujas teias se espalham por todos os cantos do país e, com certeza, vai continuar sugando o sangue dos brasileiros através do roubo qualificado e dos privilégios que jamais lhes serão tirados. Pode diminuir o roubo, mas ele continuará sendo feito sob outro manto, porque mudamos os papéis, mas não mudamos os autores. Sempre é dito e redito em versos e prosas que o brasileiro vive de samba, cerveja, futebol e cachaça. Bem eu vi algo muito diferente ocorrer nas últimas manifestações contra o lulopetismo e quero acreditar que é possível nos libertarmos desta classe política se nos libertarmos a nós mesmos, tirando de nós o estigma de acomodados. É preciso união agora e sempre, se quisermos um novo país. Demos apenas o primeiro passo, importantíssimo sim, pois bloqueamos a passagem do comunismo, mas ainda continuamos com o banditismo político grassando o Congresso e, para não serem incriminados, apelando para tudo que lhe é possível impedir a continuação da Lava-Jato. Nada virá de graça e, sinceramente, não espero absolutamente nada das FFAA. Eles estão deitados em “berço esplêndido” bem acomodados em seus quartéis apenas gritando “não mexam conosco, nos nossos soldos, nos nossos direitos. Deixem-nos em paz”. A caminhada é nossa, longa, difícil, espinhosa e amarga, mas ou nos unimos para derrubar esta velha e carcomida política, ou amargaremos ainda mais anos a fio de uma estagnação econômica, política e social que só tende a piorar e piorar. Não nos esqueçamos que muitos destes políticos estavam dando guarida ao lulopetismo e só abandonaram o barco por nossa causa. E hora de mostramos novamente porque fizemos as manifestações. Aonde estão os movimentos que impulsionaram o impeachment???
    Se venderam???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *