,

Vai estourar a boiada: parlamentares estudam aumento do próprio salário

O governo não tem força se for na base do toma lá, dá cá

O governo do presidente Michel Temer que anunciou a redução do salário do mínimo para 2018, e até mesmo a possibilidade de congelamento, analisa o reajuste salarial dos 513 deputados e 81 senadores da República. Isso mesmo!

A classe trabalhadora brasileira, a maioria assalariada, foi penalizada na semana passada com a decisão da equipe de Henrique Meirelles que decidiu reduzir, tomar R$ 10,00, de cada trabalhador uma fração do combalido salário mínimo. A desculpa dada pelo Governo foi a economia aos cofres públicos de R$ 300 milhões.

Por outro lado tramita entre os parlamentares o pedido de reajuste dos vencimentos dos 513 deputados e senadores. O governo está sob pressão e deverá ceder ao pedido do Congresso.

Temer está ingovernável. A manutenção do presidente é mantida com emendas parlamentares e cargos para obtenção de votos na Câmara e no Senado. A base política do governo não tem força e consistência para aprovar nenhuma ou vetar qualquer medida se não for no toma lá, dá cá.

Segundo dados do site Contas Abertas os 513 deputados custam ao povo brasileiro cerca de R$ 1 bilhão por ano.

É aguardar pra ver o estouro da boiada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *